Como se destacar na entrevista de emprego e aumentar as chances de contratação

Businessman Interviewing Female Job Applicant In Office
0

A taxa de desocupação permanece elevada no Brasil. Essa foi a conclusão da última edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE, divulgada em março deste ano. Os dados mostram que 13,1 milhões de pessoas permanecem desocupadas no país, com uma taxa de desemprego chegando a 12,4%.

Falar em desemprego nunca é bom, imagine então para quem trabalha com Recursos Humanos. Mas o que pretendemos não é focar nesse aspecto negativo do mercado de trabalho, pois acreditamos que as coisas vão melhorar e as vagas começarão a surgir. O que queremos aqui é contribuir com sugestões para potencializar a participação em entrevistas de emprego.

Afinal, nesse cenário tão competitivo, é preciso saber aproveitar todo e qualquer momento para causar um impacto positivo e aumentar as chances de contratação.

Currículo campeão
Se o candidato está desempregado – ou empregado, mas buscando uma nova perspectiva profissional – precisa, em primeiro lugar, caprichar no currículo. Esse é um importante cartão de visitas e deve ser elaborado com atenção e cuidado. A principal dica aqui é ser honesto, incluindo apenas os conhecimentos e as habilidades que você realmente domina. Nada de inventar atributos.

Foco nas habilidades
O que os recrutadores mais valorizam são as experiências e habilidades do candidato. Estar atualizado sobre as últimas novidades de sua área também é fundamental. Antes de elaborar o currículo, você precisa ter clareza sobre seus objetivos, para poder direcionar sua apresentação. Por fim, destaque as informações que são relevantes para a área que você está buscando – por exemplo, se você quer atuar na área de TI, pesquise previamente o que as empresas estão demandando desses profissionais, veja se você tem essas habilidades e enfatize isso. E se você não tiver, é hora de correr atrás!

Faça a lição de casa
Por incrível que pareça, é muito comum entrevistar candidatos que chegam sem ter a mínima noção sobre a empresa que está recrutando. Nesse caso, eles já começam em desvantagem. É essencial chegar informado sobre a empresa, e hoje é possível ficar por dentro de tudo com apenas alguns cliques. Não se esqueça de que os recrutadores incluem perguntas sobre as expectativas do candidato em relação à empresa, portanto, se você não souber o mínimo sobre ela, pode se prejudicar.

Dê respostas assertivas
Normalmente os recrutadores fazem perguntas para checar o nível de conhecimentos técnicos do candidato, entender sua evolução e os resultados obtidos em experiências anteriores. Nesse momento, o mais importante, além de transparência e verdade, é ter segurança para despertar o interesse de quem o está entrevistando. As respostas devem ser assertivas, e é sempre positivo citar exemplos reais. Evite usar respostas monossilábicas, mas também não seja prolixo, pois respostas longas e inconclusivas fazem com que o recrutador perca o interesse.

Treine antes
Durante as entrevistas, os recrutadores pedem para que os candidatos respondam como se portariam diante de algumas situações que geralmente ocorrem no ambiente de trabalho. Com isso, avaliam a desenvoltura diante de questões atípicas ou polêmicas. A dica aqui é simular mentalmente algumas situações, antes da entrevista, e pensar na forma de se portar diante de cada uma delas. E é importante trazer conteúdo de suas vivências, pois com base nisso o recrutador avalia sua capacidade de resolver problemas, seu jogo de cintura e empatia, analisando seu nível de inteligência emocional.

Fit cultural
Uma coisa que o candidato precisa ter com a empresa para a qual pretende trabalhar é o chamado “fit cultural”. Algumas vezes, o profissional passa por todo o processo seletivo, é contratado e só então percebe que a empresa não tem os mesmos valores que ele, o que pode gerar muita frustração. Para evitar essa situação, pesquise antes a empresa, seus valores e propósitos, e veja se são os mesmos que os seus. Se forem, já destaque isso durante o processo seletivo, pois certamente é algo que conta pontos a seu favor.

Demonstre paixão
Depois de todas essas orientações, o que realmente faz a diferença para que um candidato desperte o interesse dos recrutadores? A resposta é o brilho nos olhos. Na seleção, são feitas perguntas que o candidato deve responder com paixão, por exemplo: “Por que você acha que essa oportunidade é importante para você?” ou “Qual o sentido de trabalhar nessa empresa?”. Minha sugestão é responder fazendo uma correlação com suas vivências. Por mais dificuldades que esteja enfrentando, revele sua paixão e energia, demonstrando que você valoriza aquela entrevista, que ela é importante para a sua vida e que você entregará todo o seu potencial se for selecionado.

Pratique networking
A última dica é para todos que estão em busca de uma oportunidade de emprego. Quando você está nessa posição, é importante se manter em evidência. Aproveite qualquer situação ou contato para falar que está procurando uma colocação, pois, se você não contar, como as pessoas vão saber? Não tenha receio, use todos os momentos para fazer networking. Fale de suas experiências, interaja nas redes sociais, principalmente no LinkedIn, fazendo comentários e postagens que demonstrem tanto a sua experiência quanto sua atenção em relação ao que está acontecendo em sua área de atuação.

Coloque em prática todas essas dicas e tenha muito sucesso em suas entrevistas!

Por Angelina Assis – Gerente de Recrutamento e Seleção do Grupo Soulan

EMPRESA ALTAMENTE RECONHECIDA