Conheça o Projeto Mamães Recrutadoras

projeto mamães recrutadoras
0

Voltar ao trabalho após ter um bebê é um dos maiores desafios das mães. Com as dificuldades para conciliar a carreira com a maternidade, há um grande questionamento sobre abandonar a carreira para ser mãe em tempo integral ou tentar equilibrar a maternidade com a carreira.

Com jornadas de trabalho tão exigentes quanto as dos homens e o novo desafio de cuidar de uma criança, tudo fica mais difícil para as mães. Além disso, muitas empresas não acolhem as novas mães e não compreendem que precisam oferecer suporte e apoio nesse momento.

Pesquisas revelam que, depois de se tornar mãe, grande parte das mulheres abandona o trabalho para cuidar do filho e muitas delas nunca retornam ao mercado de trabalho. Os obstáculos que envolvem carreira e maternidade são motivo para muitas mulheres desistirem de ter filhos.

Uma pesquisa feita com 10 mil mulheres no Brasil em 2018, apontou que:

● 56% enxergam dificuldades no sucesso profissional com filhos
● 23% alteram seus planos de ter filhos por motivos profissionais (especialmente mulheres de 35 a 39 anos)
● 3 em cada 7 mulheres tem medo de perder o emprego caso engravide
● 25% voltam ao trabalho 6 meses após ter o bebê e 22% não conseguem retornar ao mercado de trabalho
● 63% precisam faltar ao trabalho quando o filho está doente
● 32% consideram difícil conseguir uma vaga em creche

Pensando neste problema, nasceu o projeto Mamães Recrutadoras. O projeto surgiu em 2019, quando nossa diretora Tais Souza, que tinha sido mãe há pouco tempo, voltou da licença maternidade e descobriu o quanto esse período era difícil e, ao mesmo tempo, percebeu que havia demandas em sua equipe interna que não eram atendidas.

“Estive grávida do projeto por quase 20 meses! Até o momento que nos deparamos com demandas que não conseguíamos atender com a nossa equipe interna e que a Paula, mamãe da Mariah, que saiu da empresa depois que foi promovida a mãe, nos sinalizou que queria voltar trabalhar, mas não sabia como.” —Tais Souza

Tais deu à luz ao projeto Mamães Recrutadoras junto com Paula e Nadjane, colegas de trabalho e mães. As estratégias e a estrutura do projeto foram ensaiadas e organizadas, sempre tendo em mente o melhor para as mamães e para seus filhos.

Após muito estudo e busca pela melhor maneira de conduzir o projeto, as mães que tinham interesse em participar e não tinham experiência em Recrutamento e Seleção, passaram por um treinamento e capacitação técnica que foi feito presencialmente e online, para se encaixar melhor no tempo livre das mamães e para promover o engajamento entre elas. A capacitação técnica incluiu:

● O que fazemos
● Procedimentos Administrativos
● O que é R&S e ferramentas de busca de candidatos
● Semana de treinamento prático
● Técnicas de Entrevistas e DGs
● Recrutamento nas Redes Sociais
● Mapeamento

Com a intenção de que esse trabalho fosse 100% remoto, foi decidido que cada mãe trabalharia de sua própria casa e de acordo com sua disponibilidade. A sede da Soulan permaneceu de portas abertas para qualquer tipo de suporte e, um coworking com estrutura para mães trabalharem com seus filhos também esteve junto conosco nessa jornada.

O projeto foi um sucesso, tivemos 8 mamães recrutadoras que de 147 vagas trabalhadas, fecharam 109 vagas. Hoje contamos com 4 mamães recrutadoras em nossa equipe e continuamos com o propósito de ajudá-las a trabalhar mais feliz conciliando carreira e maternidade.

“O projeto Mamãe Recrutadora veio em um momento em que eu estava me reencontrando na vida mesmo, querendo muito voltar ao trabalho, mas sem querer ficar longe da minha pequena e, quando ela voltou pra escola, me vi com tempo ocioso… Por que não aproveitar esse tempo e fazer algo que sempre amei? E de uma simples publicação da Tais, quando vi, estava conduzindo vários projetos, mesmo estando a 1.500 quilômetros de distância deles.
Poder ajudar as pessoas a encontrar um trabalho é com certeza uma das minhas missões de vida! E hoje, mais do que nunca, penso que tenho que fazer a diferença, que o RH tem amor e que mudamos a vida do outro… O que uma mãe faz de melhor que não é acolher, orientar, auxiliar… Encontrei assim uma forma de unir os dois lados. Trabalho dentro da minha disponibilidade, prezando pela qualidade, garantindo a satisfação dos meus clientes (candidatos e empresas, SEMPRE). Feliz em poder fazer parte de algo com um propósito tão bonito.” — Paula Veber, Mamãe recrutadora.

Confira nosso infográfico Carreira x Maternidade

Amanda Leite – Analista de Conteúdo do Grupo Soulan.

EMPRESA ALTAMENTE RECONHECIDA